TSF

  • Menu
  • Em Directo
Governo

Jorge Sampaio vetou nome de Teresa Caeiro

Teresa Caeiro mudou da Defesa para a Cultura porque o Presidente da República pode ter vetado o nome da «filha e neta de militares» para o Ministério da Defesa. O Estado Maior das Forças Armadas terá sugerido a Sampaio que Caeiro não «tinha perfil» para o cargo.

PUB

Mendes Cabeçadas, Chefe de Estado Maior-General das Forças Armadas, informou, quarta-feira, Jorge Sampaio que Teresa Caeiro não «tinha perfil» para secretária de Estado da Defesa.

Sampaio aceitou os argumentos do Almirante Mendes Cabeçadas e poucas horas antes da tomada de posse dos secretários de Estado acertou com Santana Lopes a troca de cargos: Teresa Caeiro saiu da Defesa e foi para as Artes e Espectáculos.

Paulo Portas ficou de fora neste processo, não participou nesta mudança de última hora apesar de ter sido o ministro da Defesa quem tinha escolhido e anunciado o nome de Teresa Caeiro.

Segundo o jornal «24 Horas», o desagrado de Mendes cabeçadas foi também partilhado por outro Almirante, Vidal Abreu, Chefe de Estado Maior-General da Armada Portuguesa.

A TSF contactou o gabinete de Santana Lopes que garantiu que Teresa Caeiro foi «sempre a escolha numero um» do primeiro-ministro para a secretária de Estado das Artes e dos Espectáculos.

  COMENTÁRIOS