faça parte do governo sombra! clique aqui
arquivo de emissões


Pub 


pesquisa
Ricardo Araújo Pereira
Ricardo Araújo Pereira nasceu em Lisboa, em 1974. Em 2003, juntamente com Miguel Góis, Tiago Dores e José Diogo Quintela, formou o grupo humorístico Gato Fedorento. Escreve crónicas na revista Visão e no jornal A Bola. É o sócio nº 17.411 do Sport Lisboa e Benfica.
Pedro Mexia
Pedro Mexia nasceu em Lisboa, em 1972. Licenciado em Direito pela Universidade Católica. Entre 1998 e 2007 fez crítica literária no Diário de Notícias. É desde 2007 crítico no jornal Público, onde também assina uma crónica semanal. Exerce actualmente as funções de Director interino da Cinemateca Portuguesa. Publicou seis livros de poemas (o mais recente é «Senhor Fantasma», 2007) e quatro de prosa (o último foi «Estado Civil - Diário de uma Crise», 2009).
João Miguel Tavares
João Miguel Tavares nasceu em Portalegre em 1973. Após uma passagem fracassada pela Engenharia Química, licenciou-se em Ciências de Comunicação. Iniciou a sua carreira profissional no Diário de Notícias, onde se manteve até 2007, altura em que saiu para fundar a revista Time Out Lisboa. É colunista do Correio da Manhã. Vive com a mulher e os três filhos em Lisboa.
Colocado por governosombra em 20-09-2011 às 23h22

O Governo Sombra anuncia o seu regresso à antena da TSF, no próximo dia 23, pelas 18 horas, com as seguintes alterações:

1.       Com o intuito de cortar na despesa, serão abertas apenas 3 garrafas de champanhe após a emissão, e não 4, como até aqui. Antes da emissão, mantêm-se as 7.

2.       A duração do programa terá um aumento de 17%. O aumento é indexado ao da electricidade por se tratar de um programa extremamente brilhante.

3.       Na sequência de uma rigorosa auditoria, os ministros João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira descobriram que Carlos Vaz Marques tem um grande buraco escondido. Nessa medida, o coordenador do Governo Sombra será reconduzido no cargo, com confiança política reforçada.

Todo o elenco ministerial estará à disposição dos senhores jornalistas para esclarecimentos.



Colocado por governosombra em 13-09-2011 às 14h46
Está quase a voltar o GOVERNO SOMBRA. Temos estado a dar ao Governo da nação a tranquilidade necessária para se instalar no poder. Começa a ser altura, no entanto, de avaliar o que está a ser feito. Está para breve o fim do estado de graça.


Colocado por governosombra em 02-06-2011 às 09h01

(com o DN e o JN)



Colocado por governosombra em 30-05-2011 às 09h12

O PS levou imigrantes para Évora e até lhes terá pago refeições quentes - é a politica de integração com bandeirinha partidária. Passos Coelho trouxe para a campanha o tema do aborto e Sócrates gostou.



Colocado por governosombra em 30-05-2011 às 09h04
Um dos conselheiros do PSD é Dias Loureiro - Bernard Madoff não estava disponível. E entrou na campanha eleitoral o "africanismo de Massamá". Isto na semana em que.o FMI perdeu o seu director - (s)em cuecas.


Colocado por governosombra em 30-05-2011 às 09h00

Fala-se do PSD, de produtividade, de paus de cabeleira e dos debates já realizados entre os líderes partidários. Minudências ou, como diria Catroga, pentelhices.



Colocado por governosombra em 14-05-2011 às 14h58
O Governo Sombra emigrou: transformou-se no Schattenregierung e estabeleceu-se no Yuma Bar, em Berlim, a capital onde verdadeiramente se decide o futuro de Portugal.


Colocado por governosombra em 02-05-2011 às 18h59

É na Alemanha que as coisas se decidem? O GOVERNO SOMBRA muda-se para Berlim.  [E pelo aspecto do espaço onde vai reunir-se não é certo (ou melhor, não é líquido) que regresse.]



Colocado por governosombra em 01-05-2011 às 22h47

É oficial: já há pavões na política portuguesa. Também já há programa eleitoral do PS: embora troque 9,1 por 6,8 fala muito de aquicultura. Teixeira dos Santos entretanto evaporou-se, Passos Coelho descobriu que a campanha eleitoral se faz nas revistas cor-de-rosa e um vice-presidente do PSD veio explicar-nos tim-tim por tim-tim como é difícil viver com uns meros 5800 euros. Limpos.



Colocado por governosombra em 19-04-2011 às 17h00

«Não, categoricamente não», disse Fernando Nobre quando lhe perguntaram durante a campanha presidencial se estava disponível para ser candidato a deputado - mas isso já foi há tanto tempo, não foi? No Congresso do PS houve lágrimas e suspiros pelo líder - guardem as gravações do que foi dito porque um dia destes serão úteis.



Colocado por governosombra em 14-04-2011 às 10h25
Afinal, Portugal precisa de ser resgatado. Sócrates ainda está a ver como fica melhor no boneco: ó Luís, é melhor assim ou assim?


Colocado por governosombra em 02-04-2011 às 12h57

Eis um país sui-generis: o ministro das Finanças afirma, peremptório, que o Governo não tem credibilidade; a oposição responde, taxativa, "tem, sim senhor". Enquanto isso, toda a gente está convencida de que é necessário recorrer a ajuda externa mas ninguém quer pedi-la.



Colocado por governosombra em 30-03-2011 às 11h55

A destituição do governo Sócrates não acalmou os mercados e Passos Coelho descobriu que afinal a solução é aumentar o IVA. A dúvida agora é saber se o acordo de concertação social, sem a presença da CGTP, vale ou não vale. Pelos vistos é um acordo eficaz: tornava os despedimentos mais fáceis e no dia seguinte o Governo foi despedido.



Colocado por governosombra em 24-03-2011 às 12h34
O país pode ter ficado sem Governo mas não ficou sem GOVERNO SOMBRA. [Reunião, em directo, duas horas depois de Sócrates ter anunciado a demissão.]


Colocado por governosombra em 23-03-2011 às 10h02

Diz a canção sobre o Carnaval: para tudo se acabar na quarta-feira. É o que está na iminência de acontecer ao Governo.



Colocado por governosombra em 12-03-2011 às 13h28

 

A TVI esteve lá e faz online o relato da centésima reunião do GOVERNO SOMBRA.

Também o SAPO Notícias lá esteve.

O programa está disponível para ser ouvido na íntegra: 1* parte - 2* parte

Tal como tinha acontecido nos Coliseus, também durante a actuaçao no Governo Sombra houve quem gravasse com telemóvel os Deolinda na cançao Parva que Sou

 



Colocado por governosombra em 10-03-2011 às 10h00

A edição número 100 do Governo Sombra, na TSF, vai ser em directo e ao vivo. É já nesta sexta, dia 11 de Março, às 18h, no auditório da Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa. Convidados musicais: Deolinda. Entrada livre.



Colocado por governosombra em 07-03-2011 às 12h37

Sócrates admite pôr em prática novas medidas de austeridade para cumprir o défice - aqueles que duvidam da palavra do primeiro-ministro ficaram tranquilos: pode ser que seja mais uma promessa por cumprir.



Colocado por governosombra em 04-03-2011 às 16h38

O que fazer quando, como cantavam os Mao Morta, "há muito tempo o ar se tornou irrespirável nesta latrina"?



Colocado por governosombra em 04-03-2011 às 16h36

O número de eleitor vai acabar - alguém tinha de ser demitido na sequência da barraca das presidenciais. A moção do Bloco de Esquerda ainda não foi redigida e já foi rejeitada - é o que se chama um processo sem burocracias. Os lucros da GALP aumentaram 43% em relação aos do ano passado - um reCRUDEscimento que pagámos e agora saudamos. Entretanto, vamos continuando atentos nesta taberna ao dominó dos árabes.



Colocado por governosombra em 16-02-2011 às 11h44

Colocado por governosombra em 16-02-2011 às 11h43

Os lucros dos bancos voltaram a aumentar - viva a crise. Cavaco explicou quanto pagou de sisa - o que não explicou foi que o cálculo teve como base uma casa que nunca existiu. O Ministério Público acusa Ricardo Sá Fernandes de ter gravado de forma ilícita uma tentativa de corrupção - as boas maneiras exigem que nestes casos se peça autorização ao corruptor. O mais importante da semana, no entanto, é isto: estão a viver-se tempos de PREC no Egipto.



Colocado por governosombra em 01-02-2011 às 22h18

Cavaco tinha avisado que os juros da dívida pública aumentariam se houvesse segunda volta mas afinal eles subiram apesar de tudo ter ficado resolvido no domingo: os mercados não deram ouvidos a Cavaco e a solução para o país talvez seja passarmos a viver em campanha eleitoral permanente.



Colocado por governosombra em 22-01-2011 às 01h18

Na última semana de campanha valeu quase tudo para tentar chamar a atenção dos eleitores. Cavaco Silva diz que é melhor resolver isto já, à primeira volta, porque se não aumentam os juros - a democracia é um vício caro. Manuel Alegre diz que está em causa uma luta de vida ou de morte para a democracia - ui, que medo. Fernando Nobre pede que lhe dêem um tiro na cabeça - alguém lhe terá dito que a politica exige espírito de sacrifício.



Colocado por governosombra em 17-01-2011 às 11h53

Alegre chamou a Cavaco factor de instabilidade e Cavaco chamou a Alegre ignorante  - já só falta mais uma semana. Ah, e está provado que o homem de Neandertal e o computador não são incompatíveis.



Colocado por governosombra em 09-01-2011 às 23h07

Quem não gosta do que se lhe pergunta diz que está a ser vítima de ataques pessoais - é preciso um ministério para tutelar isto. O economista que durante dez anos fiscalizou o BPP e não deu por nada, vai agora presidir à comissão que há-de fiscalizar as contas públicas - pronto, era só para aplaudir a escolha. O deputado que desviou dois gravadores durante uma entrevista vai agora presidir à nova comissão de inquérito sobre o caso Camarate - cuidado com o paradeiro das peças de fuselagem.



Colocado por governosombra em 20-12-2010 às 14h50

O Presidente da República não gosta da nova lei do financiamento dos partidos mas promulgou-a. O Governo garante que o FMI não virá para Portugal mas parece que esta semana ele veio visitar-nos. O novo pacote de medidas no âmbito da legislação laboral foi aprovado depois dessa visita. Entretanto, começaram os debates presidenciais e o Wikileaks continua a revelar talentos surpreendentes; por exemplo, uma vocação para a espionagem no mundo da banca. Também ficámos saber o que Cavaco diz da imprensa portuguesa aos diplomatas estrangeiros: é uma imprensa suave.



Colocado por governosombra em 13-12-2010 às 15h11

Um acórdão do Tribunal da Relação concluiu que duas estaladas na ex-mulher não são violência doméstica - estão por apurar quantas estaladas serão necessárias. Cavaco Silva diz que é preciso escolher o candidato presidencial mais bem preparado para situações que neste momento não podem ser previstas - aceitam-se credenciais para o efeito. Manuel Alegre diz que está mais bem preparado do que Cavaco porque sabe "quantos cantos tem Os Lusíadas" - mas disse-o sem rimar. E ainda: o subsídio à austeridade nos Açores, a greve dos "descontroladores" aéreos espanhóis e a prisão do homem da Wikileaks, acusado do crime de "sex by surprise".



Colocado por governosombra em 07-12-2010 às 15h43

José Sócrates diz que os jornalistas têm uma "obsessão" com a situação económica. Cavaco Silva declarou aos 28 anos que estava "integrado" no regime de então. O Natal foi suspenso em Massamá - Pedro Passos Coelho não vai oferecer prendas às filhas para não se endividar (foi mesmo ele que disse). Duarte de Bragança pediu a nacionalidade timorense - é mesmo verdade, não é a reinar.



Colocado por governosombra em 30-11-2010 às 14h36

Os blindados ainda não chegaram todos mas é possível que tenha sido por isso que a cimeira da NATO decorreu sem confrontos. O Governo decretou cortes nos vencimentos mas há uma pequena aldeia gaulesa que resiste: os funcionários parlamentares estão imunes à austeridade. A greve geral foi um sucesso; ou talvez não - depende de quem faz a contagem. O Papa despenalizou (parcialmente) a camisinha; um muro (de Berlim) em látex ruiu esta semana.