Cinema

Donald Sutherland e Agnès Varda distinguidos com Óscares honorários

Para além do ator e da realizadora belga, também o cineasta Charles Burnett e o diretor de fotografia Owen Roizman vão ser distinguidos pela Academia de Hollywood.

As estatuetas douradas serão entregues aos quatro artistas homenageados, na 9.ª edição da cerimónia anual da Comissão de Governadores da Academia, a ter lugar no próximo dia 11 de novembro.

De acordo com as agências internacionais, o presidente da academia, John Bailey, afirmou estar "muito entusiasmado com [o tributo que vão prestar] a estas quatro pessoas, o aos diferentes tipos de filmes que fizeram [nas suas carreiras]", algo que evidencia a diversidade que a academia espera representar.

O conselho de governadores escolheu os honrados na passada terça-feira, sendo que nenhum dos membros selecionados conquistou o galardão máximo da indústria cinematográfica no decorrer da carreira.

Bailey frisou o quão "maravilhoso é que [os artistas escolhidos] venham de lugares distintos dentro da comunidade fílmica".

Burnett é um cineasta de filmes independentes cujo trabalho tem sido celebrado pelos seus retratos da experiência afro-americana, e este foi inteiramente responsável pela escrita, direção, produção, filmagem e edição do seu primeiro filme, "Killer of Sheep" (1978), em 1977.

Roizman conta com cinco nomeações para prémios da academia pelo trabalho que desenvolveu em longas-metragens como "Os Incorruptíveis Contra a Droga" (1971), "O Exorcista" (1973) e "Escândalo na TV" (1976).

Varda, de 89 anos, escreveu e realizou o seu primeiro projeto, em 1956, tendo lançado a sua obra mais recente este ano: "Ela fez o primeiro filme francês 'new wave' verdadeiro em 1955 [mas] só na última década é que as pessoas, internacionalmente, perceberam a importância que [Varda] teve e tem, como cineasta", comentou Bailey.

Quanto a Sutherland, o ator norte-americano conta com participações em mais de 140 filmes, de onde se salientam títulos como "A Invasão dos Violadores" (1978), "Gente Vulgar" (1980) e o 'franchise' "Os Jogos da Fome" (2012-2015), em que interpretou o vilão President Snow.

À semelhança dos anos anteriores, a gala será privada e sem qualquer transmissão televisiva, e irá acontecer no salão Ray Dolby Ballroom, um piso acima do Dolby Theatre, que em 2018 deverá acolher a 90.ª edição da cerimónia dos Óscares, agendada para 4 de março.

  COMENTÁRIOS