Futebol

Euro2012: Nelson Oliveira promete trabalhar para conquistar o seu lugar

O avançado Nelson Oliveira disse hoje que quer trabalhar para ter uma oportunidade na seleção portuguesa, naquela que será a sua estreia num Campeonato da Europa de futebol, mas que tem consciência que será «difícil» conquistar um lugar.

«Esperança tenho. Vou trabalhar para isso, para ter mais oportunidades. Sei que é difícil, tenho 20 anos e estou num grupo com muita qualidade», considerou Nelson Oliveira, um dos 23 convocados de Portugal para a fase final do Euro2012.

O jogador do Benfica lembrou que tem a felicidade de ter dois jogadores - Hugo Almeida e Hélder Postiga - na sua posição «bastante experientes», com quem pode aprender, ao mesmo tempo que pretende disfrutar e aproveitar a oportunidade dada pelo selecionador Paulo Bento.

O avançado, que apontou a rapidez, a força e o remate como as suas principais caraterísticas, assumiu que o seu ano tem sido «muito bom»: primeiro foi o Mundial sub-20, depois o Benfica e agora chamada para Europeu. «Espero corresponder e crescer cada vez mais», adianta-

Reconhecendo que na sua carreira «tem acontecido tudo um pouco rápido», Nelson Oliveira confessou que a sua ambição passa por evoluir todos os dias e que lida bem com a pressão.

«Se quero ser um jogador de alto nível, tenho de estar preparado para esse tipo de situações», acrescentou, indicando que sente que está numa fase de aprendizagem.

Eleito por Paulo Bento em detrimento de avançados mais experientes, o jovem internacional compreende a frustração daqueles que ficaram de fora dos convocados, «porque todos ambicionam representar a seleção».

«O mister convocou-me a mim e estou agradecido por isso. Mas claro que há outros jogadores que gostariam de estar aqui», acrescentou, negando que mereça atenção especial do selecionador por ser o mais novo.

Sem pretensões de ser uma das surpresas do Euro2012, que se disputa entre 08 de junho e 01 de julho, na Polónia e Ucrânia, Nelson Oliveira prefere o êxito coletivo ao individual.

«O mais importante é fazermos um bom trabalho. É possível pedir-nos muito trabalho e dedicação que é o que nós vamos dar. Faremos tudo o que for possível para chegar o mais longe possível», assegurou.

O avançado luso tem consciência que Portugal tem pela frente três jogos "muito difíceis", mas que Alemanha, Holanda e Dinamarca também terão uma tarefa complicada frente à equipa das "quinas".

Para já, o mais importante, de acordo com Nelson Oliveira, são os dois jogos de preparação, com a Macedónia (26 de maio) e a Turquia (02 de junho), que vão permitir que a seleção chegue mais "afinada" ao Europeu.

  COMENTÁRIOS