Futebol

Europeu sub-21: Portugal empata na Polónia e tem de aguardar pelo fim dos outros grupos

A seleção portuguesa de futebol empatou com a Polónia (0-0) e tem de esperar pelo final dos restantes encontros da fase de qualificação para o Europeu de sub-21 para saber se estará no "play-off" para Israel2013.

No Estádio Municipal de Gdynski, em Gdynia, a seleção lusa, que em caso de vitória mantinha-se automaticamente na rota para a fase final em Israel, foi claramente superior à formação da "casa", criou várias oportunidades de golo, mas falhou redondamente na concretização.

David Simão, na primeira parte, e Wilson Eduardo, na segunda, acabaram por ser os rostos do desperdício português, tendo o guarda-redes Anthony Lopes impedido a derrota, por duas vezes, nos minutos finais, numa altura em que a equipa de Rui Jorge estava completamente lançada no ataque.

Após o nulo em Gdynia, Portugal terminou o Grupo 6 com 15 pontos, menos quatro do que a Rússia, que hoje venceu a Moldávia, por 2-1, e para se qualificar precisa de ser um dos quatro melhores segundos classificados, tendo ainda de aguardar pelo fim dos restantes grupos de apuramento.

Frente a uma Polónia que já estava afastada da qualificação e que está a renovar a sua equipa de sub-21, Portugal entrou melhor na partida, com destaque para o "motor" André Martins e para o incansável Salvador Agra.

A formação lusa chegava com alguma facilidade à área polaca, mas "borrava a pintura" na altura de alvejar a baliza de Lukasz Skorupski. As melhores oportunidades caíram sempre no pé esquerdo de David Simão, mas o jogador emprestado pelo Benfica ao Marítimo mostrou-se desastrado.

Tanto que o técnico Rui Jorge, já na segunda parte, trocou o médio por Wilson Eduardo, acabando por alargar a frente de ataque lusa, mas o avançado da Académica (cedido pelo Sporting) entrou em campo com o mesmo "vício" de Simão.

Na primeira vez que atirou à baliza, Wilson Eduardo foi impedido de marcar por uma grande defesa de Skorupski, mas mais tarde teve duas oportunidades claras para colocar Portugal em vantagem, acabando por falhar o alvo, para o desespero de Rui Jorge no banco.

Já com o defesa central Pedro Mendes a ponta de lança e com a equipa portuguesa visivelmente desgastada fisicamente, o guarda-redes Anthony Lopes, que na última jogada da partida subiu mesmo à área contrária, impediu o triunfo dos polacos com duas excelentes defesas.

  COMENTÁRIOS