Futebol

Limitações financeiras impedem profissionalização de mais árbitros

Atualmente são oito os árbitros profissionais e, nas categorias inferiores, os homens do apito chegam a arbitrar seis jogos por semana.

O responsável pela arbitragem na Federação Portuguesa de Futebol, José Fontelas Gomes, reconhece que os problemas financeiros impedem a formação de mais árbitros profissionais.

Num debate sobre a profissionalização dos árbitros, em Setúbal, José Fontelas considerou que há futuro na arbitragem profissional. Mas a falta de dinheiro não permite aumentar o número de árbitros profissionais, que atualmente são apenas oito.

No mesmo debate, o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol revelou que um árbitro das categorias inferiores chega a dirigir seis jogos por semana. Luciano Gonçalves explica que há gente para a criação de um curso profissional no sector.

  COMENTÁRIOS