Portugal

Mário Figueiredo: "Vamos sofrer muito com isto"

O ex-presidente da Liga de Clubes considera que a perda da vaga na Liga dos Campeões é o resultado de uma "machadada" no futebol português, em agosto.

Mário Figueiredo, presidente da Liga de Clubes entre 2012 e 2014 comentou, esta quarta-feira, em declarações à TSF a perda de uma vaga para equipas portuguesas na Liga dos Campeões.

"As alterações que foram feitas pela própria UEFA, na sequência da influência e do peso dos países mais ricos, e da luta que fizeram por consagrar um sistema. A Inglaterra, a Espanha, a Alemanha, a Itália fizeram força para colocar quatro clubes diretamente na fase e grupos da Liga dos Campeões e conseguiram, com as alterações que foram introduzidas em agosto, esse desiderato. Foi a primeira machadada que foi dada no futebol português", diz.

Para o ex-presidente, Portugal devia ter tomado uma posição no momento em que foram introduzidas as novas regras.

"Aquilo que foi conseguido foi muito mau para nós, devíamos ter batido o pé. Realmente somos um país pequeno que está um pouco excluído daquilo que são as ligas mais ricas. Conseguimos, com um orçamento mais pequeno, estar a lutar por uma posição boa, estar a lutar com os cinco países mais ricos. Estas alterações feitas pela UEFA foram já um mau prenúncio para aquilo que agora se está a verificar", comenta.

Para Mário Figueiredo, os efeitos da perda desta vaga podem fazer-se sentir em breve.

"Não fizemos nada, pelo contrário, até tentamos criar em Portugal a ideia de que conseguimos uma grande coisa quando estamos a verificar agora que foi uma derrota em toda a linha e que vamos sofrer muito com isto. Não são só as receitas da época da Liga dos Campeões que deixam de vir para Portugal com tanta força, porque deixamos de ter três clubes, passamos a ter dois e portanto a priori perdemos 33% de receita. Não é só a receita direta, é também a receita indireta porque nos últimos anos os clubes portugueses de topo têm conseguido vender jogadores a bom preço por causa do 'efeito montra' da Liga dos Campeões", conclui.

  COMENTÁRIOS