Futebol

Marx Lenin é o nome do novo prodígio do Flamengo

"Para falar a verdade, eu nem sei muito bem quem são esse dois caras, o Marx e o Lenin", diz o próprio Marx Lenin.

Ainda nem dois meses se passaram desde que o Real Madrid pagou 45 milhões de euros por um teenager do Flamengo chamado Vinícius Junior e o clube carioca já produziu um fenómeno, garantem os entendidos, semelhante.

O novo prodígio de 17 anos que acaba de levar o Fla às costas à final da Copa Belo Horizonte de Futebol Junior não se destaca, no entanto, apenas pela habilidade com a bola nos pés.

Destaca-se também pelo nome: Marx Lenin, que por acaso prefere o pé direito ao pé esquerdo, tem sido por causa da sua graça um sucesso nos relvados e nas redes socIais.

Mas ele, garante, não percebe muito bem porquê. "Para falar a verdade, eu nem sei muito bem quem são esse dois caras, o Marx e o Lenin", diz o próprio Marx Lenin.

Conta o jogador que tudo o que sabe é que a mãe queria uma adaptação mais moderna do nome do pai, conhecido como Seu Marques. Dai usar a terminação em x, exatamente como o filósofo alemão. "Já Lenin", diz Marx Lenin a propósito do nome que partilha com o líder soviético, "não faço ideia como apareceu, só sei que não existe ninguém na família com esse nome".

E em 2018? Ano de eleições, à partida quentes e disputadas num Brasil cada vez mais polarizado, em quem Marx Lenin, já com cartão de eleitor, vai votar? Lula? Marina Silva? Jair Bolsonaro? "Não sei ainda", responde o jovem jogador, "voto em quem minha mãe mandar".

Não se pense, porém, que a mãe vai exigir um voto à esquerda. Porque, diz Marx Lenin, "ela não é muito ligada nesse negócio de política, não".

  COMENTÁRIOS