Liga dos Campeões

Mourinho correu para jogadores para lhes dar instruções

Após o golo marcado por Demba Ba, que acabou permitir a qualificação do Chelsea para as meias-finais da Liga dos Campeões, José Mourinho disse ter corrido para os jogadores para «lhes dizer o que haviam de mudar».

O treinador do Chelsea explicou que correu para os jogadores que festejavam o golo que permitia a passagem dos londrinos às meias-finais da Liga dos Campeões para lhes dar instruções.

Após a vitória em casa por 2-0 frente ao Paris St-Germain, José Mourinho sublinhou ter corrido para a bandeirola de canto, onde estava a ser feita a festa do golo, para dizer aos seus jogadores «o que haviam de mudar».

«Faltavam três minutos mais os descontos estávamos a jogar de forma muito arriscada na tentativa de chegar ao segundo golo. Queria que o Ba [que marcou o golo] jogasse à frente dos centrais e que Torres fosse fechar as saídas de Maxwell», esclareceu.

Mourinho considerou ainda que o Chelsea «merecia ter marcado o segundo golo mais cedo» e que a equipa teve «grande coração» que, por isso, justificou a «qualificação».

O golo de Demba Ba, marcado aos 87 minutos, colocou a eliminatória com o Paris St-Germain empatada a três golos, mas o Chelsea ficou então em vantagem, uma vez que tinha marcado um golo na primeira mão na casa do adversário.

  COMENTÁRIOS