Desporto

Os grandes atletas têm um número retirado. Kobe Bryant terá dois

A antiga estrela vai ser o 10º jogador dos Los Angeles Lakers a receber esta homenagem.

Os Los Angeles Lakers anunciaram que vão retirar os números de Kobe Bryant, 8 e 24, no encontro frente aos campeões Golden State Warriors, que será disputado a 18 de dezembro.

Kobe Bryant envergou a camisola número 8 entre 1996 e 2006, quando mudou para o 24 que utilizou até ao fim da sua carreira integralmente cumprida nos Lakers.

Bryant vai ser o 10.º jogador homenageado pelos Lakers com a retirada da camisola, mas o primeiro da NBA a ter dois números da mesma equipa.

"As camisolas do Kobe vão ser levadas ao seu legítimo local, ao lado dos maiores de sempre dos Lakers. Nunca houve dúvidas de que aconteceria, só não sabíamos quando. Mais uma vez, os adeptos dos Lakers vão celebrar o nosso herói e, mais uma vez, os nossos adversários vão invejá-lo", referiu o proprietário dos Lakers, Jeanie Buss.

O melhor marcador de sempre dos Lakers (33.643), terceiro da NBA, conquistou cinco títulos de campeão, foi chamado 18 vezes ao All-Star, liderando ainda, estatisticamente, na formação californiana em jogos jogados (1.346), lançamentos de três pontos (1.827), roubos de bola (1.944) e lances livres (8.378).

"Como miúdo crescido em Itália, sempre sonhei com a minha camisola pendurada, mas nunca imaginei ter duas. Os Lakers deram-me esta grande honra e agradeço o entusiamo dos adeptos por este jogo", frisou, em comunicado, Bryant, que marcou quase tantos pontos com a camisola 8 (16.777) como com a 24 (16.866).

A mudança de número, regressando ao envergado durante a universidade, teve como objetivo promover um "recomeço" na carreira, depois te ter sido acusado de violação sexual, num caso posteriormente arquivado pelas autoridades do Colorado, mas que lhe custaram vários patrocínios.

O muro da fama dos 16 vezes campeões da NBA Lakers já conta com as camisolas de Wilt Chamberlain (13), Elgin Baylor (22), Gail Goodrich (25), Magic Johnson (32), Kareem Abdul-Jabbar (33), Shaquille O'Neal (34), James Worthy (42), Jerry West (44) e Jamaal Wilkes (52).

Bryant só deveria ser homenageado em 2021, mas os Lakers decidiram ignorar essa formalidade para consagrar a dedicação à equipa de Bryant.

"Essa honra é bem merecida. O Kobe é um dos melhores jogadores de sempre dos Lakers e da NBA, está definitivamente no meu Monte Rushmore", frisou Magic Johnson, o responsável pelo basquetebol dos Lakers

Bryant conquistou três títulos da NBA consecutivos, entre 2000 e 2002, juntamente com O'Neal, voltando às vitórias em 2009 e 2010, então em "colaboração" com Pau Gasol.

  COMENTÁRIOS