claques

Super Dragões acusam Benfica de ceder carrinhas a claques ilegais

Fernando Madureira diz que o grupo de apoio à seleção, mesmo a "seguir os trâmites legais", não tem os apoios que os Diabos Vermelhos e os No Name Boys recebem do Benfica.

O líder dos Super Dragões considera que o Benfica não devia estar preocupado com a claque da seleção e os insultos, mas sim com a legalização dos Diabos Vermelhos e dos No Name Boys. "As claques do Benfica não são legalizadas, o Benfica não as quer ou não as consegue legalizar. O Benfica devia era estar preocupado com isso e não com a claque da seleção e os insultos, mas para o bem do futebol português legalizar as suas claques".

Questionado sobre se a a claque da seleção recebe algum tipo de apoio da FPF, Fernando Madureira diz que o grupo é apenas ajudado em questões logísticas, uma realidade muito diferente daquela que se vive na Luz, de acordo com o líder dos Super Dragões. "Não tem contado com o apoio da FPF. Só apoio logístico no Europeu para nos venderem bilhetes para um determinado local para ficarmos todos juntos. Não há apoio financeiros nem carrinhas da Europcar, como o Benfica dá às suas claques. Se os jornalistas quiserem investigar, vejam os registos da Europcar quando o Benfica joga fora do estádio da Luz e vejam quem é que paga as carrinhas em que o No Name Boys e os Diabos Vermelhos, claques ilegais, se fazem transportar, e quem é que lhes dá os bilhetes e como é que é feita a distribuição dos bilhetes".

Fernando Madureira fala num véu levantado pelo Benfica, em que o clube poderá não sair bem na fotografia. "O Benfica levantou um véu em que agora, se os jornalistas forem sérios e fizerem jornalismo de investigação, podem descobrir coisas que as pessoas vão ficar de boca aberta e o Benfica não irá sair bem na fotografia".

  COMENTÁRIOS