Empresas

Jerónimo Martins confirma encerramento de fábrica Unilever em Sacavém

Com a quebra da venda de detergentes sólidos, a empresa decidiu-se pelo fecho da unidade de Sacavém, contudo, assegurou que esta decisão não acarretará despedimentos.

O grupo Jerónimo Martins decidiu encerrar a fábrica da Unilever de Sacavém, por causa da constante quebra no mercado da venda de detergentes sólidos, tendo assegurado que este fecho não acarretará qualquer despedimento.

O empresário Alexandre Soares dos Santos confirmou a intenção da empresa em desistir do segmento dos detergentes sólidos para apostar nos produtos alimentares, com um investimento de 30 milhões de euros em 2013.

«Os detergentes em pó estão a ser substituídos pelos detergentes líquidos e a fábrica Lever é virada para a produção de detergentes em pó. E hoje em dia não se constroem fábricas novas na Europa», explicou.

Face a esta quebra da venda de detergentes sólidos, Alexandre Soares dos Santos diz que entrou em negociações com a Unilever, o que resultou na aposta numa maior produção de margarinas, caldos e outros produtos alimentares.

Este empresário disse ainda que vai ser aumentada a produção de gelados para exportação e que os trabalhadores que ainda estão na fábrica de Sacavém serão transferidos para a Fima e para a Iglo.

  COMENTÁRIOS