Economia

Aumento nos transportes foi assumido perante troika, lembra Passos

O primeiro-ministro recordou que «Governo tinha a obrigação até ao final deste mês de definir esse aumento das tarifas de modo a que pudesse ser praticado a partir de 1 de Agosto».

O primeiro-ministro justificou, na quinta-feira à noite, em Bruxelas, o aumento médio nos transportes de 15 por cento como uma medida para cumprir o memorando de entendimento assumido com a troika.

No dia em que os líderes europeus chegaram a acordo para um novo pacote de ajuda para a Grécia, Pedro Passos Coelho lembrou que o «Governo português tinha a obrigação até ao final deste mês de definir esse aumento das tarifas de modo a que pudesse ser praticado a partir de 1 de Agosto».

«A razão porque foi anunciado hoje é porque existe um leque temporal mínimo indispensável que o Governo tem de cumprir para comunicar às empresas com a mínima antecedência as novas tarifas que vão ser praticadas», acrescentou.

Notícias Relacionadas

  COMENTÁRIOS