BES

DECO admite recorrer aos tribunais no caso BES

Em causa estão as queixas de clientes do Banco Espírito Santo. A DECO admite recorrer aos tribunais para defender os direitos de pequenos acionistas e investidores do BES.

A Associação para a Defesa do Consumidor, que já exigiu o total apuramento de responsabilidades neste caso, recebeu até esta altura mais de 800 pedidos de ajuda de clientes do Banco Espírito Santo (BES).

Em declarações à TSF, Luís Pinto, analista financeiro da DECO, diz que todas as possibilidades estão em cima da mesa e que a via judicial não está excluída.

Luís Pinto adianta que a maior parte dos pedidos de ajuda partiu de depositantes. Depois de domingo, diz em que o governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, anunciou a solução para o BES, os depositantes ficaram mais tranquilos e começaram a chegar pedidos de pequenos acionistas.

O caso BES vai estar hoje no centro das atenções na Assembleia da República. Maria Luís Albuquerque responde aos deputados na Comissão Permanente da Assembleia, o orgão que substitui o plenário, durante as férias parlamentares. O pedido de presença da ministra foi feito pelo PS.

No final da Tarde, Carlos Costa é ouvido pelos deputados das Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças. Neste caso, houve acordo entre PSD e PS, para a chamada do governador.

  COMENTÁRIOS