Eurostat

Dívida pública portuguesa ultrapassa 120% do PIB

O Eurostat divulgou hoje que a dívida pública portuguesa aumentou de 117,4% para 120,3% do PIB do segundo para o terceiro trimestre de 2012 e é a terceira mais elevada da UE.

Os dados trimestrais da dívida pública do gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE) revelam que, além de ter a terceira dívida pública mais elevada, Portugal também registou a terceira maior subida entre o segundo e o terceiro trimestres de 2012 (2,9 pontos percentuais), apenas atrás da Irlanda (5,9 pontos) e da Grécia (3,4 pontos).

Comparativamente com o terceiro trimestre de 2011, a dívida pública portuguesa aumentou 9,9 pontos (era, na altura, de 110,4% do PIB), com os maiores aumentos homólogos a pertencerem a Chipre (17,5 pontos), à Irlanda (13,4 pontos) e a Espanha (10,7 pontos) e as maiores descidas à Hungria (4,8 pontos) e à Letónia (3,6 pontos).

No final do terceiro trimestre de 2012, em comparação com os três meses anteriores, o rácio de dívida pública em percentagem do PIB manteve-se praticamente estável, tanto na zona euro como na UE.

Entre os 17 países que partilham a moeda única, a dívida pública aumentou de 89,9 para 90% do PIB entre o segundo e o terceiro trimestre do ano passado, enquanto na UE subiu de 85 para 85,1% do PIB.

Já na comparação com o terceiro trimestre de 2011, foram registadas subidas mais significativas, tanto na zona euro (de 86,8% para 90,0% do PIB), como na UE a 27 (de 81,5% para 85,1% do PIB).

As dívidas públicas mais elevadas no final do terceiro trimestre de 2012 pertenceram à Grécia (152,6% do PIB) e à Itália (127,3%), seguindo-se Portugal (120,3%) e a Irlanda (117,0%), enquanto as mais baixas foram observadas na Estónia (9,6%), na Bulgária (18,7%) e no Luxemburgo (20,9%).

  COMENTÁRIOS