União Europeia

Durão Barroso: Europa precisa evoluir para uma Federação de Estados

O presidente da Comissão Europeia pediu «um novo rumo» para a Europa, afirmando que é preciso evoluir para uma «Federação de Estados-nações».

Num discurso centrado na crise e na instabilidade da União Económica e Monetária, na abertura do debate sobre o Estado de União, em Estrasburgo, o presidente da Comissão Europeia apelou a «um novo rumo» considerando que a Europa precisa «evoluir» para uma «Federação de Estados-nação».

«Uma profunda e genuína união monetária, uma união política, com uma política externa e defesa coerente significa, em última análise, que a presente União Europeia precisa desenvolver-se. Não tenhamos medo das palavras. Precisaremos de evoluir para uma federação de Estados-nação. Isto é o que nós precisamos», disse.

Durão Barroso frisou que não pretende a criação de um super-Estado, mas sim uma Federação de Estados democráticos, como forma de responder aos problemas atuais.

«Nestes tempos turbulentos e de ansiedade seria um verdadeiro erro deixar a defesa da nação apenas para os nacionalistas e para os populistas. Acredito numa Europa em que as pessoas são orgulhosas das suas nações, mas também orgulhosas de serem europeias e orgulhosas dos nossos valores europeus», acrescentou.

Barroso aproveitou ainda o discurso sobre o estado da união para criticar os líderes europeus que durante a crise do euro têm contribuído para a falta de credibilidade da moeda única.

«Têm sido tomadas decisões muito importantes para o nosso futuro nas cimeiras europeias. Mas depois, no dia seguinte, precisamente alguns dos mesmos que tomaram essas decisões acabam minando-as, dizendo que fomos demasiado longe ou que não avançámos o suficiente. E depois temos um problema de credibilidade e um problema de confiança», afiança.

Para Durão Barroso a falta de credibilidade contribui para uma crise política que nada ajuda à busca de soluções para a crise do euro que continua a enfrentar problemas ao nível estrutural e de arquitetura.

  COMENTÁRIOS