Zona Euro

Eurogrupo adia decisão sobre segundo pacote de ajuda à Grécia

Os ministros das Finanças da zona euro optaram por esperar mais algum tempo, acreditando que até ao início da próxima semana Atenas apresente as garantias necessárias.

Desde ontem registou-se um progresso substancial, é com este dado, expresso num comunicado envida aos jornalistas em Bruxelas, que o presidente do Eurogrupo diz estar confiante que os ministros da economia e finanças da zona euro serão capazes de tomar todas as decisões das necessárias na próxima segunda-feira, 20 de Fevereiro.

Resta saber de que decisões está Jean-Claude Juncker a falar. Em que em cima da mesa foram colocadas várias hipóteses, uma delas passa por exemplo por dividir o resgate de modo a evitar o incumprimento imediato por parte da Grécia.

Isto por que em Março, os gregos vão ter que pagar uma prestação do primeiro empréstimo, que ascende aos 14 mil e quinhentos milhões de euros.

De acordo com a imprensa internacional, esta tarde, havia ainda desconfianças, essencialmente dos países do norte da Europa, em relação ao nível de compromisso entre os partidos políticos de Atenas.

Mas Juncker esclarece, neste comunicado, que recebeu as garantias fortes dos líderes dos dois partidos da coligação no governo. Em segundo lugar, a troika finalizou e apresentou uma análise sobre a sustentabilidade da dívida pública da Grécia, e em terceiro lugar, o trabalho técnico entre a Grécia e a troika levou à identificação das medidas de consolidação adicionais para reduzir a despesa em 325 mil milhões de euros.

Além disto, os gregos comprometeram-se com prazos em relação às acções a tomar.

Juncker considera que ainda vão ser necessários novos mecanismos de vigilância, a fim de assegurar a aplicação do programa e garantir que será dada prioridade ao serviço da dívida.

  COMENTÁRIOS