Economia

Líder da UGT pede ao Governo para falar com trabalhadores do Novo banco

Depois de anunciada a venda do Novo Banco, o secretário - geral da UGT, funcionário da instituição, pede ao primeiro - ministro para dar esclarecer os trabalhadores do banco quanto ao seu futuro.

Citado pelo Diário de Notícias, Carlos Silva defende que António Costa já devia ter esclarecido os funcionários do Novo banco sobre a operação de venda e as consequências para o seu futuro porque essa é uma responsabilidade do Governo.

O líder reeleito da UGT diz que os trabalhadores estão na "penumbra" e precisam de saber mais porque temem mais cortes, em termos de pessoal, do que os inicialmente previstos.

O DN cita também fontes parlamentares que confirmam que o negócio com o Lone Star pode obrigar à saída de mais 400 trabalhadores e o encerramento de outros 55 baldões. Uma informação que terá sido transmitida aos partidos na terça-feira, durante reuniões com o governo.

Na sexta - feira, ao final do dia, o Banco de Portugal anunciou que o fundo norte-americano de investimento Lone Star vai comprar 75 % do Novo Banco injetando 1000 milhões de euros na instituição. Os restantes 25 por cento ficam para o Fundo de Resolução, uma entidade pública financiada pela banca.

Este sábado, em comunicado, o presidente do Lone Star para a Europa escreveu que está na expectativa de trabalhar com as autoridades portuguesas e europeias e prometeu tudo fazer para manter o Novo Banco como um pilar no financiamento da economia portuguesa.

  COMENTÁRIOS