TSF

  • Menu
  • Em Directo
gasolina

«Não consigo entender como é que a gasolina não baixa mais», diz Carlos Barbosa

O presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP) disse não compreender como é que os preços dos combustíveis não caem mais, quando o barril de petróleo está em cerca de 90 dólares.

PUB

«Não consigo entender como é que a gasolina não baixa mais quando o Brent está a 89,70 [dólares] e portanto não consigo entender mesmo com câmbios, porque realmente, apesar de ter vindo muito lentamente a baixar, não está de acordo com o preço que devia estar com o Brent a 89 e poucos dólares», disse à Lusa Carlos Barbosa.

O preço médio do gasóleo em Portugal continental encontrava-se no domingo em 1,388 euros por litro, segundo dados da Direção Geral de Energia e Geologia, enquanto a gasolina 95 estava nos 1,585 euros.

«Enquanto o governo não mudar a Autoridade da Concorrência e não acabar com ela ou puser a Autoridade da Concorrência a funcionar seriamente, os portugueses vão sempre pagar por isso. Obviamente que ao Governo também não lhe interessa preços muito baixos porque quanto mais baixo for o preço menos IVA recebe», acrescentou o dirigente do ACP.

Para Carlos Barbosa, a situação atual demonstra que a Autoridade da Concorrência «não funciona» e «não investiga».

O gasóleo atingiu um pico, em meados de março, ao chegar a 1,529 euros/litro, enquanto a gasolina, que atingiu um preço recorde na segunda semana de abril de 1,779 euros/litro, custa atualmente menos 20 cêntimos por litro.

«O que eu recomendo é que o português comece a irritar-se calmamente, porque isto vai chegar a uma altura em que não pode sequer sair de casa», concluiu o presidente do ACP.

De acordo com os últimos dados divulgados pela DGGE, o consumo de combustíveis rodoviários em Portugal caiu 7,4 por cento em março face a igual mês do ano passado, registando a 12.ª queda consecutiva.

  COMENTÁRIOS