TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão
eurostat

PIB caiu 1,8% no último trimestre de 2012

O Eurostat revelou hoje que a economia portuguesa recuou 1,8 no último trimestre do ano passado. O número está em linha com os dados do INE e representa a maior quebra no conjunto dos 27.

PUB

Segundo o gabinete de estatística da União Europeia, a economia da zona euro voltou a encolher no quarto trimestre de 2012, com o Produto Interno Bruto (PIB) a cair 0,6% em relação aos três meses anteriores, mantendo-se em recessão.

Já no conjunto dos 27 Estados-membros, o PIB caiu 0,5% no mesmo período, sde acodo com a segunda estimativa divulgada pelo Eurostat, que confirma os valores divulgados a 14 de fevereiro, na previsão inicial.

No terceiro trimestre de 2012, a economia dos 17 países que partilham a moeda única recuou 0,1% (depois de quedas de 0,1% no primeiro trimestre e de 0,2% no segundo trimestre), enquanto o PIB da UE registou um crescimento de 0,1%.

Na comparação com o quarto trimestre de 2011, o PIB da zona euro caiu 0,9% e o da UE 0,6%, depois de quedas homólogas de 0,6% e de 0,4%, respetivamente, nos três meses anteriores.

Em 2012, a economia da zona euro encolheu 0,6% e da União Europeia 0,3%, de acordo com o Eurostat.

Entre os Estados-membros, Portugal registou a maior queda do PIB no quarto trimestre de 2012, em comparação com os três meses anteriores, com um recuo de 1,8%, um valor em linha com o divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), na estimativa rápida de 14 de fevereiro. Segundo o INE, esta foi a maior queda em cadeia do ano do PIB.

Na comparação homóloga, o Eurostat estima uma queda da economia portuguesa de 3,8% no quarto trimestre de 2012. O INE estimou um recuo da economia portuguesa de 3,2% em 2012, a segunda maior recessão da sua história, existindo um registo anual mais negativo apenas em 1975, com dados que não são inteiramente comparáveis.

Ao nível dos Estados-membros da UE, a Letónia (1,3%), a Estónia (0,9%) e a Lituânia (0,7%) registaram os maiores crescimentos do PIB no quarto trimestre de 2012, em comparação com os três meses anteriores, enquanto Portugal (-1,8%), Chipre e Eslovénia (-1% em ambos) lideraram as quedas.

  COMENTÁRIOS

Ouvir Emissão