dívida

«Realidade caiu em cima de Governo», diz diretor de Faculdade de Economia

José Reis, que dirige a Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, diz que «Portugal precisa de mais tempo para sair do sufoco, mas não apenas de mais tempo».

O diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra considerou óbvio que Portugal necessitava de mais tempo para pagar o seu empréstimo.

«Parece-me claro que a realidade caiu em cima do Governo, isto é, caiu em cima da sua ideologia e da sua subserviência», afirmou José Reis.

Em declarações à TSF, este economista entende que «Portugal precisa de mais tempo para sair do sufoco em que a dívida o coloca, mas não precisa apenas de mais tempo».

«O efeito da dívida sobre a economia portuguesa é de tal ordem que, como se tornou claro para toda a gente, incluindo para o Governo, estes prazos não eram concebíveis», frisou.

José Reis considera ainda que o problema de Portugal vai além de «prazos e maturidades» e é também de «juros e sobretudo de montante e natureza da dívida».

«Acho que Portugal tem de renegociar isso tudo, porque a dívida tem hoje no orçamento português um peso tal que esmaga quer a capacidade de o Estado funcionar, quer sobretudo a a capacidade de o país e a economia funcionar», concluiu.

  COMENTÁRIOS