Banca

Ricardo Salgado contra limites aos prémios dos administradores dos bancos privados

O presidente do BES mostrou, esta terça-feira, que não concorda com a possibilidade de virem a ser colocados limites aos prémios pagos aos administradores dos bancos privados. Ricardo Salgado elogiou ainda as capacidades governativas de Teixeira dos Santos, que foi reconduzido no Ministério das Finanças.

Perante notícias de que o Banco de Portugal e a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) poderiam defender limites aos prémios pagos aos administradores dos bancos privados, o presidente do BES mostrou-se contra essa ideia.

«Devem ser os accionistas em assembleia-geral e as comissões de remunerações, que são estabelecidas ao nível dos conselhos de administração», a definir os salários, defendeu.

Ricardo Salgado considerou Teixeira dos Santos «dos melhores ministros das Finanças que Portugal jamais teve».

«Na minha opinião pessoal, é muito bom para o nosso país» que continue à frente do Ministério das Finanças, no novo Governo apresentado por José Sócrates, defendeu.

  COMENTÁRIOS