impostos

Teodora Cardoso propõe novo imposto

A presidente do Conselho de Finanças Públicas quer taxar a despesa em vez do rendimento, mas não através do tradicional IVA, que diz ser indiferenciado.

Teodora Cardoso, que participou esta tarde nas jornadas parlamentares do PSD, propôs algumas ideias inovadoras para o 'pós-troika'.

A presidente do Conselho de Finanças Públicas quer taxar a despesa em vez do rendimento, mas não através do tradicional IVA, que diz ser indiferenciado.

A ideia é criar um imposto direto sobre a despesa, uma taxa sobre os levantamentos de dinheiro para estimular a poupança.

A solução, segundo a economista, passa por pôr os trabalhadores a «receber os rendimentos numa conta de poupança», fazendo incidir o imposto sobre os levantamentos.

Ouvido pela TSF sobre esta matéria, o fiscalista Tiago Caiado Guerreiro considerou que este eventual imposto iria incentivar ainda mais a emigração, sublinhando que os portugueses seriam tentados a fugir a mais impostos sobre o rendimento.

No seu entender, esta proposta teria apenas vantagens para o Estado, que teria sempre financiamento garantido.

  COMENTÁRIOS