Economia

Trabalhadores vão dar "benefício da dúvida" à nova presidente da PT

Sindicatos estão em conflito com a empresa há meses. Hoje reúnem pela primeira vez com a nova presidente executiva.

O fim da transferência de trabalhadores para outras empresas é a prioridade do Sindicato dos Trabalhadores da PT na primeira reunião que terá esta quarta-feira com a nova presidente executiva indicada pela Altice.

O líder sindical, Jorge Félix, sublinha que vão pedir a Cláudia Goya o regresso do diálogo prometido pela empresa que comprou a PT, esperando que esta tenha autonomia para mudar a estratégia implementada pela Altice.

O documento que vão entregar à nova presidente executiva com reivindicações imediatas pede a reversão da transmissão de estabelecimento dos cerca de de 150 trabalhadores e a entrega de funções a outros 300 a quem a PT não dá trabalho mas atribui horário.

O sindicato garante que aquilo que a PT está a fazer põe em causa a saúde mental e psicológica dos trabalhadores, sendo necessário acabar com o medo que se vive na empresa.

  COMENTÁRIOS