TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão
guiné-bissau

TAP cancela voo para Bissau por razões de segurança

A TAP cancelou o voo Lisboa-Bissau, que estava marcado para as 21h30 deste domingo, por razões de segurança, disse à agência Lusa fonte oficial da companhia aérea portuguesa.

PUB

«Não há condições para se efetuar o voo de hoje», adiantou a mesma fonte, justificando com o facto de o voo chegar a Bissau dentro do horário do recolher obrigatório e de não estarem reunidas as condições de segurança.

A fonte afirmou que o próximo voo para Bissau está marcado para segunda-feira, sendo que a sua manutenção será decidida consoante a evolução da situação.

Na quinta-feira à noite, um grupo de militares guineenses atacou a residência do primeiro-ministro e candidato presidencial, Carlos Gomes Júnior, e ocupou vários pontos estratégicos da capital da Guiné-Bissau.

A ação foi justificada sexta-feira, em comunicado, por um autodenominado Comando Militar, cuja composição se desconhece, como visando defender as Forças Armadas de uma alegada agressão de militares angolanos, que teria sido autorizada pelos chefes do Estado interino e do Governo.

Entretanto, na capital guineense, os partidos da oposição na Guiné-Bissau continuavam reunidos cerca das 14h00 para procurar uma solução para a crise político-militar no país, depois de sábado não terem conseguido acordar qualquer proposta.

  COMENTÁRIOS

Ouvir Emissão