Terrorismo

EUA: CIA anula projeto de atentado da Al-Qaeda contra avião

Os EUA anularam recentemente um projeto de atentado bombista suicida contra um avião comercial, desenvolvido pelo ramo iemenita da Al-Qaeda, noticiam as agências internacionais, com base em responsáveis norte-americanos do antiterrorismo.

Um engenho explosivo, recuperado pelos serviços de informações norte-americanos num local não especificado, «deveria ser utilizado por um suicida a bordo de um avião comercial», declarou um responsável, sem mais especificidades.

As circunstâncias nas quais a CIA anulou o projeto não foram detalhadas, mas foi garantido que «nenhum avião comercial», nem «nenhum [norte-] americano ou aliado» esteve em perigo, acrescentou.

A Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), implantada no Iémen, já tentou várias vezes explorar as falhas de segurança aérea e fazer explodir aviões comerciais destinados aos Estados Unidos.

Em 25 de dezembro de 2009, um nigeriano de 23 anos, Umar Farouk Abdulmutallab, tentou ativar os explosivos que tinha dissimulado nas cuecas a bordo de um voo entre Amesterdão e Detroit, com 290 pessoas a bordo. Os passageiros impediram que consumasse a intenção.

O responsável antiterrorista adiantou que o projeto agora desmantelado era «similar» ao do Natal de 2009, apesar de algumas «diferenças notáveis».

Desta vez, «o engenho [explosivo] era não metálico e [era] ligeiramente diferente do utilizado no Natal de 2009, o que mostra que a AQPA adapta os seus métodos e as suas táticas», considerou.

  COMENTÁRIOS