Eleições EUA

Uma rádio portuguesa em São José, na Califórnia

A reportagem da TSF foi até São José, na Califórnia, escutar a rádio comercial portuguesa. O proprietário garante que chega até cerca de meio milhão de portugueses, mas prefere não envolver a rádio em política, embora entreviste os candidatos a senadores luso-descendentes. Assumindo-se como republicano, está convencido que Barack Obama vai ganhar.

Assim que se entra nesta rádio, em São José, ouve-se música portuguesa. As instalações ficam nas traseiras de um edifício, mas a rádio comercial portuguesa orgulha-se de chegar até meio milhão de portugueses, na Califórnia.

Para além da música, passa notícias, mas ao contrário de muitos meios de comunicação social nos Estados Unidos, esta rádio não toma o partido de nenhum candidato, tentando apenas entrevistar os políticos portugueses, sendo que, só na Califórnia, há três congressistas luso-descendentes. 

«Tanto no Congresso, como no Estado da Califórnia e nas cidades, já há muitos políticos portugueses a governar. Estamos em contacto com eles, pois vêm à rádio e entrevistamo-los», disse o proprietário da rádi, que tem cinco estações radiofónicas na Califórnia.

Baptista Vieira veio dos Açores há 54 anos e começou por ordenhar vacas, mas actualmente tem um império na construção civil e noutros negócios.

No seu escritório, são visíveis fotografias em que está ao lado de Mário Soares e de Ramalho Eanes. George Bush, o pai, também lhe enviou um louvor quando foi presidente dos Estados Unidos.

Apesar de ser um republicano assumido, Baptista Vieira revela que, por vezes, já tem votado nos democratas, mas desta vez está convencido que a vitória é certa para Barack Obama.

A propósito da possível vitória do candidato democrata, o proprietário da rádio afirmou que, «se ele for o nosso presidente», vai respeitá-lo, acrescentando que «muita gente não gosta muito» do Obama, mas que a juventude está mais direccionada para ele do que para MCcain».

Em tempo de eleições, a rádio em São José faz sempre um apelo para incentivar a comunidade portuguesa a votar, mas depois do dia 4 de Novembro, a política não será música para esta rádio.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Notícias Relacionadas

  COMENTÁRIOS