França

Hollande entende que franceses «escolheram a mudança»

O futuro presidente francês comprometeu-se a servir a França com a «exemplariedade que esta função requer» e pediu respeito por Nicolas Sarkozy, que presidiu o país durante cinco anos.

O socialista François Hollande, eleito este domingo como presidente francês, considerou que os franceses «escolheram a mudança, levando-me à presidência».

Em Tulle, perante os seus apoiantes, Hollande explicou que tem a «noção da honra e da tarefa que me espera», tendo-se comprometido para o servir o seu país com a «exemplariedade que esta função requer».

«Dirijo um cumprimento republicano a Nicolas Sarkozy que dirigiu a França durante cinco anos e que merece a esse título o nosso respeito», acrescentou Hollande, que terá vencido estas eleições com 52 por cento dos votos, segundo as projeções.

Depois, dirigindo-se aos «eleitores que não me deram o seu voto», Hollande prometeu que respeitará as «convicções» destes eleitores.

«Serei o presidente de todos. Não há duas Franças que se defrontam, há apenas uma França, uma só nação reunida no mesmo destino», sublinhou.

O futuro presidente francês não esqueceu ainda que a Europa olha» para a França e que a «austeridade não pode ser uma fatalidade».

«A mudança, a viragem, a justiça, a esperança, a República são agora. Viva a República e viva a França», concluiu Hollande.

  COMENTÁRIOS