França

Socialistas elegem François Hollande para defrontar Sarkozy

Os socialistas franceses elegeram, este domingo, François Hollande, com 56 por cento dos votos, para candidato às presidenciais de 2012.

Ao vencer a sua opositora e líder do partido Martine Aubry, François Hollande transforma-se no principal rival de Nicolas Sarkozy, provável candidato nas eleições presidenciais que se realizam na Primavera do próximo ano.

Hollande acredita que vencerá e disse este domingo ter agora um «mandato imperativo para ganhar a esquerda».

«Esta noite, recebi um mandato para fazer ganhar a esquerda, à qual consagrarei todas as minhas forças, todas as minhas energias», anunciou o vencedor da segunda volta das eleições primárias do PS, perante os militantes do partido que se concentraram na sede nacional em Paris.

«Esta vitória confere-me a força e a legitimidade para preparar o grande evento da presidencial (...) A França não quer mais da política de Nicolas Sarkozy (...) Nós vamos ganhar, isso está escrito», disse, prometendo uma «vida melhor» aos jovens.

Apresentando-se como o candidato «do respeito, do diálogo, da democracia», François Hollande, 57 anos, disse ainda ter ouvido «a raiva dos que estão cansados», referindo-se aos problemas de saúde, desemprego e habitação.

«É o sonho francês que quero despertar, aquele que permitiu às gerações durante toda a República acreditar na igualdade e progresso. Por isso, faço dos princípios da República, a minha prioridade daqueles que podem ser os meus próximos cinco anos», adiantou.

Hollande disse ainda «ter consciência da tarefa» que tem à sua frente e que classificou de «pesada e séria». «Devo estar à altura das expectativas dos franceses que estão cansados da política de Nicolas Sarkozy», concluiu.

Nesta eleição, votaram cerca de três milhões de socialistas.

  COMENTÁRIOS