Internacional

Ataque em Paris: Suspeito sinalizado pela polícia belga entrega-se

Uma informação avançada pela agência de notícias belga.

O homem sinalizado pelas autoridades belgas como estando ligado ao ataque entregou-se à polícia de Antuérpia.

Esta manhã, em entrevista à rádio Europe 1, o porta-voz do ministro da Interior, Pierre Henry-Brandet, tinha confirmado que estão a decorrer investigações sobre um possível cúmplice do atentado, que já terá sido detido.

A agência France Press diz também que três pessoas ligadas ao atacante de quinta-feira foram detidas para interrogatório pela polícia francesa.

Entretanto, o ministro belga do Interior já veio garantir que o autor do atentado dos Campos Elíseos, abatido pela polícia, tinha nacionalidade francesa, ao contrário do que tinha avançado na quinta-feira o Daesh.

O grupo terrorista reivindicou o atentado através de um comunicado, onde identificava o atacante como sendo Abu Yussef, 'o Belga', um homem de 39 anos que usava o nome "Karim Cheurfi" e vivia nos arredores de Paris.

Uma informação que também está a ser divulgada pela imprensa francesa, mas que ainda não foi confirmada oficialmente.

  COMENTÁRIOS