Paris

Ministério do Interior francês: "Parece um ato deliberado"

Homem, que estava armado e que morreu, embateu com o seu carro contra uma carrinha da polícia. Investigação antiterrorismo aberta. Foram encontradas botijas de gás no carro.

Botijas de gás, uma metralhadora Kalachnikov e pistolas foram encontradas no veículo do homem que abalroou uma carrinha da 'gendarmerie' francesa (força policial militarizada) na avenida parisiense dos Campos Elísios, indicaram fontes policiais.

Em declarações à imprensa, o ministro do Interior francês, Gérard Collomb, precisou que explosivos foram igualmente encontrados no veículo que explodiu no momento do impacto, mas sem fazer vítimas.

O ministro confirmou também a morte do condutor e autor desta "tentativa de ataque" contra as forças de segurança.

A polícia de Paris anunciou esta tarde de segunda-feira que estava a lidar com um incidente nos Campos Elísios. Um homem chocou com o seu carro contra uma carrinha da polícia. A situação foi controlada sensivelmente uma hora depois do anúncio da polícia francesa.

O porta-voz do Ministério do Interior francês, Pierre-Henry Brandet, informou a imprensa que o incidente "parece ser um ato deliberado".

Não há vítimas resultantes desde incidente. Uma parte da avenida dos Campos Elísios, no centro da capital francesa, encontra-se parcialmente bloqueada.

A estação de metro Champs-Elysées-Clémenceau, nas linhas 1 e 13, está fechada por medidas de segurança.

  COMENTÁRIOS