Suécia

Ataque com camião faz quatro mortos. Polícia fez uma detenção

Fontes hospitalares anunciam a morte de mais uma pessoa. A polícia confirma que fez uma detenção relacionada com este ataque e a imprensa sueca diz que o homem confessou o crime.

A Suécia reforçou os controlos nas fronteiras após o atentado com um camião, que provocou quatro mortos no centro de Estocolmo, anunciou o primeiro-ministro Stefan Löfven.

"Decidi reforçar os controlos nas fronteiras", declarou Löfven em conferência de imprensa na sede do Governo.

Um veiculo pesado irrompeu esta sexta-feira, pouco antes das 13:00 locais (14:00 em Lisboa), por uma das ruas comerciais mais movimentadas do centro de Estocolmo, a Drottninggatan, abalroando várias pessoas pelo caminho antes de embater na montra de um grande armazém, Åhléns Citya.

A polícia confirma a existência de 4 quatro mortos e 15 feridos, vários deles em estado grave.

As autoridades admitem também já ter feito uma detenção relacionada com o caso.

O primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven, afirmou que tudo indica que seja "um ataque terrorista". "A Suécia foi atacada. Tudo aponta para um atentado terrorista", disse Lofven, numa breve comparência perante a imprensa.

Segundo a agência de notícias sueca TT News, a empresa dona do camião usado no ataque, a fabricante de cerveja sueca Spendrups, adiantou que o camião foi roubado esta sexta-feira de manhã durante uma entrega a um restaurante. "Alguém entrou do camião e levou-o enquanto o motorista fazia a descarga", disse o diretor de comunicações Mårten Lyth.

Contactada pela TSF, a Secretaria de Estado das Comunidades diz que, para já, não tem noticia de portugueses entre as vitimas. O gabinete de José Luís Carneiro acrescenta que está a acompanhar a situação através da embaixada de Portugal na Suécia. De acordo com as inscrições consulares, em Estocolmo vivem cerca de 2000 portugueses.

O metro foi encerrado e a polícia apela à população para não se deslocar para o centro da cidade. Também a estação central de comboios de Estocolmo foi evacuada. O Parlamento sueco também foi encerrado como medida de precaução.

Fotografias e vídeos partilhados nas redes sociais mostram as pessoas a fugirem do camião que teve de derrubar pilaretes de segurança para entrar naquela que uma das principais ruas pedonais de Estocolmo.

Há ainda relatos de um tiroteio mas essa informação ainda não foi confirmada pelas autoridades.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

  COMENTÁRIOS