Noruega

Noruega lança nota de 200 coroas com a imagem de um bacalhau, forte "amigo" de Portugal

O bacalhau foi a imagem escolhida para as novas notas norueguesas de 200 coroas (cerca de 20 euros) que a partir de terça-feira começam a circular num país com uma forte ligação histórica a Portugal.

Segundo o Conselho Norueguês da Pesca (Norge) é a primeira vez que as notas norueguesas não vão representar uma figura, centrando-se antes num tema comum: o mar.

Cada denominação da nova série de notas terá um motivo marítimo diferente, sendo o bacalhau a imagem escolhida para as notas de 200 coroas (cerca de 20 euros), evidenciando a sua importância para este país nórdico.

Para a campanha de lançamento da nova nota foi feito um animado filme onde o bacalhau é retratado como um bem valioso, com os pescadores a carregarem os peixes para uma carrinha de transporte de valores e estes a transformarem-se em notas já no banco, numa história em que entra o próprio Governador fo Banco da Noruega, Øystein Olsen.

Desde o século XV que o bacalhau faz parte da gastronomia portuguesa, tendo-se tornado um dos ingredientes mais apreciados e tradicionais nas mesas nacionais e um elo de ligação incontornável nas relações comerciais com a Noruega.

Portugal é o principal cliente do bacalhau norueguês, importando cerca de um terço do total.

"Durante séculos, a pesca tem sido uma fonte de receitas e uma parte importante na cultura de toda a zona costeira norueguesa", adianta o Banco da Noruega, numa nota enviada à agência Lusa pelo Conselho Norueguês da Pesca, na qual se salienta que foi a procura de águas ricas em pesca que atraiu os primeiros colonos para esta zona, há cerca de 11.000 anos atrás.

A pesca, que tinha sido usada inicialmente para autoconsumo e no comércio regional, tornou-se uma importante indústria de exportação para os noruegueses ainda na Idade Média.

O bacalhau seco da Noruega, adianta o conselho, contribuiu de forma decisiva para as dietas europeias, em particular para a dos portugueses, impondo-se aos poucos nos seus hábitos alimentares e tornando-se num símbolo da identidade nacional.

O bacalhau faz também parte da história norueguesa e foi crucial para a viabilidade das comunidades locais de pescadores, sendo uma das espécies de peixes mais elogiadas e presentes na literatura, na escultura, nos brasões dos municípios e, agora, nas notas bancárias.

Segundo o banco da Noruega, as novas notas de 100 e 200 coroas devem começar a circular a 30 de maio, enquanto as restantes da serie (de 50, 500 e 1000 coroas) vão ser lançadas em 2018 e 2019.

  COMENTÁRIOS