China

Presidente chinês diz a Trump para evitar tensão com Coreia do Norte

O Presidente da China, Xi Jinping, pressionou hoje o homólogo norte-americano, Donald Trump, a evitar "palavras e ações" que possam "exacerbar" a situação já tensa na península coreana.

"Neste momento, as partes envolvidas devem exercer contenção e evitar palavras e atos que possam agravar a tensão na península coreana", afirmou Xi Jinping, durante a conversa mantida ao telefone com Donald Trump.

Xi defendeu que as partes devem exercer "contenção" e "continuar na direção do diálogo, das negociações e de uma solução política", informou a CCTV.

Segundo a televisão estatal, o líder chinês sublinhou ainda que Pequim e Washington partilham o "interesse comum da desnuclearização da península coreana e da manutenção da paz e da estabilidade".

Xi Jinping transmitiu ainda que a China "está disposta a trabalhar com a Administração norte-americana para resolver a questão de forma adequada", refere a agência noticiosa oficial Xinhua.

A Casa Branca destacou, por seu turno, em comunicado, que os dois líderes concordaram que a Coreia do Norte tem de parar com o seu comportamento "provocador" que leva a uma crescente escalada da tensão, e "reiteraram o compromisso mútuo com vista à desnuclearização da península coreana".

Segundo refere a agência de notícias norte-americana Associated Press (AP), Trump instou Pequim a exercer mais pressão sobre a Coreia do Norte para que suspenda o seu programa de armas nucleares.

Os dois líderes congratularam-se ainda com a resolução, adotada recentemente pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, que impõe novas sanções a Pyongyang, descrevendo-as como "um passo importante e necessário" para a estabilidade na península coreana.

Trump e Xi têm "uma relação muito próxima" que poderá contribuir para "uma resolução pacífica do problema da Coreia do Norte", enfatizou a Casa Branca.

  COMENTÁRIOS