estados unidos

Responsável pelo ataque à igreja de Charleston condenado à morte

O norte-americano Dylann Roof, acusado de ter morto em junho de 2015 nove pessoas numa igreja em Charleston, Carolina do Sul, foi hoje condenado à pena de morte por um júri federal.

Dylann Roof, de 22 anos, não mostrou arrependimento e na sua declaração final assegurou que continuava a "sentir que o tinha de fazer".

O júri esteve reunido durante três horas antes de anunciar a sentença, terminando o julgamento de Dylann Roof, que nunca mostrou qualquer remorso.

Dylann Roof, que não quis ser representado por advogados e que fez a sua própria defesa, insistiu sempre que não tinha problemas mentais, nunca pediu perdão e também não explicou o crime.

O norte-americano, um jovem branco que professa o ódio aos negros, foi acusado de nove homicídios e três tentativas de homicídio por ter aberto fogo, a 17 de junho de 2015, sobre paroquianos que participavam numa aula de estudo bíblico na Igreja Metodista Episcopal Emanuel de Charleston, na Carolina do Sul.

  COMENTÁRIOS