guerra na síria

Israel atira a alvos sirios após disparo de tiros de obus sobre os Golan

O Exército israelita anunciou que atingiu posições na Síria, em represália a três tiros de obus de morteiro provenientes do seu vizinho do norte.

Os tiros oriundos da Síria atingiram o norte dos Montes Golan sem fazer vítimas, segundo um comunicado do Exército.

Um porta-voz militar disse tratar-se "muito provavelmente" de tiros perdidos resultantes de combates internos na Síria, em guerra há seis anos.

Em resposta, "o Exército israelita atingiu a origem dos tiros", acrescenta o comunicado.

Questionado pela Agência France Presse (AFP), um porta-voz militar disse não ter informação sobre outros detalhes relativamente aos tiros israelitas ou aos alvos visados.

Os "tiros errantes" de morteiro provenientes da guerra na Síria são frequentes nos Montes Golan, onde grande parte do território é ocupada por Israel.

Israel e a Síria continuam oficialmente em estado de guerra.

Desde a guerra de junho de 1967 que o Estado hebreu ocupa 1.200 quilómetros quadrados dos Golan, cuja anexação em 1981 nunca foi reconhecida pela comunidade internacional, enquanto os restantes 510 quilómetros quadrados estão sob controlo sírio.

A linha de cessar-fogo nos Golan é considerada relativamente calma nos últimos anos, mas a situação alterou-se com a guerra civil na Síria, que eclodiu em 2011.

  COMENTÁRIOS