TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão
igreja católica

Vítimas de padres pedófilos depositam queixa no TPI contra o papa

Vítimas de padres pedófilos depositaram uma queixa no Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o papa Bento XVI e outros responsáveis da igreja católica por «crime contra a humanidade», anunciou a associação de antigas vítimas SNAP.

PUB

Os dirigentes da SNAP, aconselhados por advogados da ONG norte-americana "Centro de direitos constitucionais" apresentaram junto do TPI um «requerimento de declaração de competência jurisdicional», refere um comunicado da associação.

Os responsáveis do Vaticano são acusados de «terem tolerado e tornado possível a camuflagem sistemática e amplamente disseminada das violações e crimes sexuais contra crianças em todo o mundo».

Para além do papa, a SNAP associa na sua lista três cardeais que exerceram ou exercem funções de importante responsabilidade na Cúria: o secretário de Estado e número dois da Santa Sé, o italiano Tarcisio Bertone, o seu predecessor Angelo Sodano, também italiano, e o prefeito da congregação para a doutrina da fé, o norte-americano William Levada, que sucedeu no cargo a Jospeh Ratzinger quando este foi designado como papa Bento XVI.

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, escusou-se no imediato a emitir qualquer comentário sobre esta queixa, referiu a agência noticiosa francesa AFP.

Os dirigentes da SNAP, com sede nos Estados Unidos, revelaram ainda que a queixa é acompanhada de 10 mil páginas que documentam os casos de pedofilia.

Membros da associação provenientes da Alemanha, Estados Unidos, Holanda e Bélgica - quatro países atingidos por escândalos de pedofilia na Igreja - deslocaram-se a Haia para solicitar que sejam iniciados processos judiciais contra o papa e três outros altos responsáveis da Igreja católica «pela sua responsabilidade directa na qualidade de superiores hierárquicos»

  COMENTÁRIOS

Ouvir Emissão