TSF

  • Menu
  • Em Directo
internacional

EUA e França condenam declarações «chocantes» de Ahmadinejad sobre Israel

A Casa Branca e o Governo francês classificaram de «chocantes» e «inaceitáveis» as declarações do Presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, que disse que a existência de Israel é «um insulto a toda a Humanidade».

PUB

«Condenamos energicamente as últimas declarações chocantes e repreensíveis de altos responsáveis iranianos visando Israel», declarou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

Tommy Vietor acrescentou em comunicado que «toda a comunidade internacional deverá condenar as intervenções odiosas» de dirigentes iranianos, ao mesmo tempo que criticou Teerão pelo seu apoio ao regime do Presidente sírio, Bashar al-Assad.

Por sua vez, o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês considerou «excessivas» e «totalmente inaceitáveis» as declarações do Presidente do Irão.

«Tivemos conhecimento das novas provocações de Ahmadinejad. Condenamos firmemente essas declarações excessivas e totalmente inaceitáveis e reafirmamos que jamais deixaremos de admitir que o direito de Israel a viver em paz seja colocado em questão», indicou o porta-voz adjunto do MNE, Vincent Floreani.

O Presidente do Irão disse hoje que a existência de Israel é «um insulto a toda a Humanidade», num dos seus mais violentos ataques ao Estado hebreu, quando Israel discute um eventual ataque às instalações nucleares iranianas.

Dirigindo-se a crentes na Universidade de Teerão, depois de manifestações pró-palestinianas em todo o país assinalando o Dia de Jerusalém, Mahmud Ahmadinejad declarou que confrontar Israel é um esforço para «proteger a dignidade de todos os seres humanos».

  COMENTÁRIOS

Em Directo

Registe-se e receba diariamente a nossa Newsletter