Legislativas 2011

BE e PCP lamentam incidentes no comício do PS

O coordenador do BE afirmou que um «comício de um partido é um espaço de exercício da liberdade e de opinião política que não deve ser perturbado de forma nenhuma». Também o PCP condenou os incidentes do comício do PS em Faro.

No final de uma visita ao Centro de Respostas Integradas e ao Centro de Saúde da Marinha Grande, Francisco Louçã foi questionado pelos jornalistas sobre os incidentes no comício de quinta-feira do PS, em Faro, onde a PSP deteve e identificou alguns membros de um grupo que se manifestava contra o Governo.

«Eu creio que todos os comícios dos partidos devem ser desenvolvidos em toda a liberdade, sem qualquer intervenção, sem qualquer pressão», disse Louçã.

Segundo o coordenador do Bloco, «o direito da manifestação existe», mas «um comício de um partido é um espaço de exercício da liberdade e de opinião política que não deve ser perturbado de forma nenhuma».

Também o secretário-geral do PCP condenou os incidentes no comício socialista de quinta-feira à noite em Faro, afirmando que os manifestantes que vaiaram José Sócrates violaram um princípio da democracia.

«Condenamos o aproveitamento de iniciativas, seja de que partido for. Seja o partido do Governo, seja qualquer outro, acho que esse não é o caminho correto da luta que tem que ser travada», disse Jerónimo de Sousa aos jornalistas à margem de uma visita de campanha ao mercado municipal de Olhão.

  COMENTÁRIOS