Legislativas 2011

Lei do aborto deve ser «reavaliada», diz Passos Coelho

O líder do PSD diz que a última lei do aborto pode «ter ido um pouco longe demais» e tem de ser «reavaliada», não excluindo a possibilidade de realização de um novo referendo.

Em declarações à Rádio Renascença, o líder do PSD defendeu, esta quinta-feira, que a última lei do aborto aprovada pelo Parlamento - que despenaliza a Interrupção Voluntária da Gravidez até às dez semanas - pode «ter ido um pouco longe demais».

Neste âmbito, Pedro Passos Coelho considerou que a lei do aborto deve ser «reavaliada», não excluindo a possibilidade de realização de um novo referendo sobre a matéria.

«Não veria como impossível que se voltasse a realizar um referendo sobre essa matéria, mas já agora gostava que esse referendo ocorresse depois de fazer a avaliação do que foi o desenvolvimento e a aplicação prática da última lei que o Parlamento aprovou», defendeu.

  COMENTÁRIOS