TSF

  • Menu
  • Ouvir Emissão
portugal

Alegre espera uma palavra do PR para travar extinção de feriados

Manuel Alegre deixou, na TSF, um apelo ao Presidente da República e aos deputados para travarem o que diz ser um ataque a dois símbolos da identidade nacional.

PUB

Em declarações à TSF, o histórico do PS diz que Presidente da República, Cavaco Silva, não pode aceitar um ataque a dois símbolos da identidade nacional.

«Acho que o Presidente da República tem uma palavra a dizer, ele jurou cumprir e fazer cumprir a Constituição, e a Constituição diz que somos uma República, portanto deve-se celebrar a data da Implantação da República e somos também um país independente e o Presidente é o garante da soberania nacional», lembrou Manuel Alegre.

«E espero que haja bom senso no Parlamento. É minha convicção profunda que o PS vai votar contra e que os outros partidos da oposição votarão contra também. [Quanto] aos partidos da maioria penso que há muitas pessoas que são sensíveis quer ao 1 de Dezembro, quer ao 5 de Outubro», referiu.

Manuel Alegre espera uma tomada de posição do chefe de Estado mas também da Assembleia da República, considerando que a decisão do Governo é uma falta de respeito sob vários pontos de vista.

«Isto é uma decisão contra a história e contra a própria identidade do país. (...) Qualquer dia corta-se um pouco da bandeira e depois corta-se também uma parte do hino nacional, é só o que falta», afirmou.

«Isto é uma falta de respeito por valores e por símbolos que dizem muito a muitos portugueses, pelo vistos não a todos, com a ideia de que é cortando nos direitos das pessoas, dos cidadãos, dos trabalhadores, que se aumenta a competitividade do país. Portanto parece que para alguns a grande pátria é o capital», defendeu Manuel Alegre.

  COMENTÁRIOS

Ouvir Emissão