Política

Governar Portugal é também uma tarefa da oposição, diz D. José Policarpo

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) diz que governar Portugal não é apenas uma responsabilidade dos partidos que formam o Governo, mas também da oposição, e que este é o momento de isso acontecer.

«Governar Portugal não é apenas uma tarefa dos partidos que vão formar Governo, é uma tarefa da oposição também», afirmou o Patriarca de Lisboa, cardeal José Policarpo, numa conferência de imprensa em Fátima, na sequência da reunião do Conselho Permanente da CEP que se realizou na terça-feira à noite.

José Policarpo reconheceu que o país não tem «muito tradição disso», mas lembrou haver «países na Europa que têm uma longa tradição da responsabilidade das oposições na própria coisa pública».

«Chegou o momento de isso acontecer, também, entre nós, de que a própria oposição assuma as suas responsabilidades, não digo governativas, mas de solução da coisa pública», acrescentou.

O responsável admitiu que o futuro Governo vai ter «uma tarefa muito difícil», defendendo que para a ultrapassar tem de haver o contributo de toda a sociedade.

«O futuro Governo - seja ele qual for - não vai poder levar a 'carta a Garcia' como se costuma dizer, portanto levar as coisas a bom termo, se não tem uma colaboração muito clara da sociedade como um todo», declarou.

  COMENTÁRIOS