Refugiados

Igreja portuguesa promete apoiar pelo menos 4 mil famílias de refugiados

O Cardeal-Patriarca de Lisboa garantiu, esta segunda-feira, o apoio e empenhamento da Igreja Católica Portuguesa. Ontem, o papa apelou a todas as comunidades católicas da Europa para acolherem uma família de refugiados.

"Por paróquia haja pelo menos uma família que se disponha a acolher uma destas famílias refugiadas", é o desejo de D. Manuel Clemente que promete o apoio da Igreja Católica Portuguesa a pelo menos quatro mil famílias de refugiados.

Garantia dada pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa ao Papa Francisco que ontem apelou a todas as paróquias, santuários, mosteiros e comunidades religiosas da Europa que ajudem a dar resposta à vaga migratória sem precedentes e recebam pelo menos uma família.

O papa recebeu esta segunda-feira os bispos portugueses, em Roma, Itália, no âmbito da tradicional visita "ad limina" que inclui encontros com responsáveis de congregações e conselhos pontifícios, e elogiou o bom senso da Igreja portuguesa mas também questionou porque motivo os jovens estão a fugir da Igreja.

A visita "ad limina" é a visita que cada bispo diocesano deve fazer a Roma, o que geralmente acontece de cinco em cinco anos e por conferência episcopal, na qual apresenta ao papa o relatório sobre o estado da respetiva diocese e da Igreja no seu país.

  COMENTÁRIOS