riqueza

Portugal é o país europeu com mais rendimento concentrado nos mais ricos

Em 2011, os 10 por cento mais ricos reuniam 27,3% do rendimento global das famílias portuguesas num ano. Hoje é Dia Mundial da Justiça Social.

Portugal é um dos países europeus com mais concentração de rendimentos nas famílias mais ricas.

A conclusão é visível nos números do Eurostat, o gabinete de estatísticas da União Europeia: somos o país onde mais riqueza está, proporcialmente, nas mãos dos 10% mais ricos.

Na prática, um décimo das famílias portuguesas concentra 27,3% do rendimento global amealhado por todas durante um ano. A percentagem tem vindo a aumentar e era, em 2011, últimos dados disponíveis, a mais elevada da União Europeia, ficando fica 3,4 pontos percentuais acima da média comunitária.

Frederico Cantante, investigador no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (do ISCTE-IUL), está a fazer uma tese de doutoramento sobre as desigualdades e tem analisado estes números.

O sociólogo explica que esta maior concentração do rendimento está relacionada, em parte, com as grandes diferenças de salários: «a economia portuguesa tem-se baseado em grande medida, apesar de alguma evolução, nos baixos salários e no trabalho pouco qualificado».

Estes números sobre o rendimento dos mais ricos são de 2011, mas o sociólogo acredita que a crise aprofundou ainda mais as diferenças. Aliás, Frederico Cantante acrescenta que em 2010 e 2011 aumentou um pouco a proporção de rendimento detida pelos mais ricos.

  COMENTÁRIOS