Política

Bloco de Esquerda pede demissão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

No Fórum da TSF, o deputado bloquista, Pedro Filipe Soares, considerou que, com a polémica em torno da chamada "lista Vip"de contribuíntes, Paulo Núncio não tem condições para se manter no cargo.

O Bloco de Esquerda é o primeiro partido a pedir abertamente a demissão do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais que sempre rejeitou que tenha ordenado a criação de uma lista VIP de contribuintes.

Ouvido no Forum da TSF, o deputado Pedro Filipe Soares defendeu a demissão de Paulo núncio mesmo que a ordem para a criação desta lista não tenha sido dada por si.

Estas declarações surgem na sequência da demissão anunciada hoje do subdiretor-geral da Justiça Tributária e Aduaneira, José Maria Pires.

O Bloco de Esquerda pediu já a audição deste responsável na Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública, considerando que a chamada "lista VIP de contribuintes" tem de ser cabalmente explicada".

Também hoje, o PS exigiu que o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, esclareça "todos os contornos" da chamada lista VIP na Autoridade Tributária, assunto que já levou à demissão de dois responsáveis daquele serviço.

Em declarações à agência Lusa, o deputado socialista João Galamba disse esperar "que este não seja mais um caso, à semelhança do que aconteceu na Educação, na Justiça e na Segurança Social, de desresponsabilização da tutela".

Para o PS, a demissão de mais um responsável da AT vem "reforçar a necessidade" de o secretário de Estado se deslocar ao parlamento e prestar todos os esclarecimentos sobre o caso.

O partido não exclui a demissão do secretário de Estado, mas para já quer ouvir o que o responsável político tem para dizer.

  COMENTÁRIOS