Parlamento

Agendado debate do PEC4 e votação dos projectos de resolução

Os líderes parlamentares reunidos esta manhã decidiram agendar para esta quarta-feira o debate do PEC 4 e a votação dos projectos de resolução dos partidos.

Os líderes parlamentares chegaram a um consenso, esta manhã, e agendaram para amanhã [quarta-feira] a apresentação do PEC 4 e a votação dos projectos de resolução.

A decisão foi tomada ainda há pouco na conferência de líderes, que durou pouco mais de meia hora, e que é mais um passo no calendário da crise e da possível queda do Governo de Sócrates.

Nesta reunião, o PS tal como ainda ontem tinha prometido Francisco Assis não colocou obstáculos ao agendamento da votação dos projectos de resolução.

Os partidos têm de entregar esses projectos ate às 13:00 de amanhã e, em plenário, se o PEC 4 for chumbado, José Sócrates já avisou que o Governo deixa de ter condições para se manter em funções e o melhor é devolver a palavra ao povo, através de eleições.

Já se sabe que tanto o CDS-PP, como o Bloco de Esquerda e o PCP vão apresentar projectos de resolução. O PS desistiu por considerar que avançar com esta medida podia ser entendida como uma moção de confiança ao Governo. Só falta saber o que vai fazer o maior partido da oposição, o PSD.

O debate será aberto pelo Governo, com um tempo inicial de dez minutos. Ainda na fase de abertura, cada grupo parlamentar terá cinco minutos para fazer uma pergunta.

No período de debate, o Governo e o PS terão 20 minutos, o PSD 16 minutos, o CDS dez minutos, o BE nove minutos, o PCP oito e o PEV cinco.

No encerramento, cada grupo parlamentar poderá intervir seis minutos e o Governo oito minutos.

Feito este agendamento, o líder da bancada socialista, Francisco Assis, chamou os jornalistas à sede do PS para uma conferência de imprensa.

O PS e o Governo tem repetido a mensagem de que estão abertos a toda a negociação para este PEC4, que tem a oposição de todos os partidos.

Notícias Relacionadas

  COMENTÁRIOS