PS

Assis desafia PSD a apresentar linhas alternativas ao PEC 4

O líder parlamentar do PS reiterou o apelo para que se criem condições para um consenso, desafiando o PSD a apresentar, no debate de amanhã, linhas de orientação alternativas ao PEC.

Em conferência de imprensa, e depois da conferência de líderes parlamentares ter agendado para esta quarta-feira a discussão do PEC 4, Francisco Assis lançou um apelo ao PSD.

«O que se exige a um partido como o PSD, que legitimamente aspira a ser uma alternativa política de Governo, é que apresente no debate de amanhã as suas linhas de orientação alternativas», desafiou Francisco Assis.

«E, para além disso, e a partir dessas linhas, se disponha a dialogar com o Governo tendo em vista a obtenção de um consenso que nos permita ter em Abril um PEC em condições de ser definitivamente apresentado às autoridades europeias», justificou.

Francisco Assis reiterou também o apelo «ao sentido da responsabilidade de outros grupos parlamentares para que seja ainda possível desenvolver um esforço no intuito de obtenção de um consenso, que do nosso ponto de vista, serviria os interesses de Portugal».

Quanto a intervenção do Presidente da República neste momento de crise política, Francisco Assis considerou que «a primeira responsabilidade cabe aos partidos da Assembleia da República».

«A saída para esta crise não está seguramente em Belém mas no Parlamento. No passado, haverá que reconhecer, em relação ao último Orçamento do Estado, que uma intervenção atenta, serena e útil do Presidente da República contribuiu para que se alcancasse um consenso. Mas a primeira responsabilidade é dos partidos», sublinhou Francisco Assis.

  COMENTÁRIOS