Portugal

Medina Carreira diz que Sócrates foi uma «desgraça» para o país

Medina Carreira acusa o primeiro-ministro de «falta de estratégia». Em entrevista ao programa Gente que Conta, o fiscalista diz ainda que Sócrates foi uma «desgraça» para o país.

No entender de Medina Carreira, «o primeiro-ministro não tem estratégia nenhuma senão andar a fazer espectáculo e ir conciliando as circunstâncias para ver se vai durando».

«Este primeiro-ministro foi realmente uma desgraça para este país, porque nem tocou nos aspectos financeiros nem tocou nos aspectos económicos», considerou.

O fiscalista disse ainda entender os motivos de Pedro Passos Coelho para reprovar o Orçamento de Estado, sublinhando que o Governo «não tem feito rigorosamente nada sobre as despesas».

No entanto, advertiu, «não havendo garantias dos riscos que daí surgirão», o PSD deve deixar passar o OE, por abstenção, mas expondo por escrito para que fique provado os avisos que fez.

O Presidente da República também não passou ao lado das críticas de Medina Carreira que, no seu entender, «não fez o que devia».

Medina Carreira defendeu que Cavaco Silva «devia ter enviado uma mensagem à AR e responsabilizar mais os políticos e mais cedo, ou seja, antes da crise internacional».

Notícias Relacionadas

  COMENTÁRIOS