secretas

Passos Coelho: «Miguel Relvas comportou-se com correção»

O primeiro-ministro, Passos Coelho, afirmou hoje não ter dúvidas de que, no que respeita aos serviços de informações, Miguel Relvas agiu bem «com a correção e a transparência devidas».

Pedro Passos Coelho fez esta afirmação com Miguel Relvas ao seu lado, na abertura do debate quinzenal no Parlamento, para o qual o Governo escolheu como tema o Serviço de Informações da República Portuguesa (SIRP).

«Quero dizer-vos que, das alegações que li nos jornais e daquilo que conheço e que confrontei com o respetivo ministro, não tenho nenhuma dúvida em dizer que o ministro atuou bem, no sentido em que não teve qualquer interferência neste processo. Não vou aqui proceder à avaliação do mandato do senhor ministro noutras matérias. Nesta matéria, o senhor ministro comportou-se com a correção e a transparência devidas», afirmou o primeiro-ministro.

Passos Coelho acrescentou que, como primeiro-ministro, nunca recebeu de Miguel Relvas «nenhuma comunicação, nem sobre serviços de informação, nem sobre sugestão para nomeações para serviços de informações».

Em seguida, o primeiro-ministro assinalou o facto de não ter feito alterações nos lugares dirigentes desses serviços, considerando que essa decisão se revelou acertada: «Por decisão própria do primeiro-ministro, minha própria, não houve qualquer substituição nos lugares dirigentes dos serviços de informações, nem a substituição do secretário-geral que já estava em funções. E deixem-me dizer que o tempo bem mostrou que essa foi a melhor decisão que este primeiro-ministro poderia ter tomado».

  COMENTÁRIOS