Estado da Nação

PM nega estar a preparar aumento de impostos

O primeiro-ministro garantiu que o Governo «não está nesta altura a preparar qualquer aumento de impostos» e que recusa «pôr porcaria na ventoinha para assustar os portugueses».

As palavras do chefe do Governo PSD/CDS-PP foram proferidas durante o debate do 'estado da Nação', na Assembleia da República, após o líder do BE, Francisco Louçã, ter interrogado Passos Coelho sobre "o segredinho" do Orçamento do Estado para 2013 após o Tribunal Constitucional ter considerado inconstitucionais os cortes dos subsídios de férias e Natal apenas ao setor público e pensionistas.

«Não estamos a pôr porcaria na ventoinha e a assustar os portugueses», assegurou Passos.

O primeiro-ministro acrescentou «não precisar de assustar» pela «simples razão» de que não vê «nenhuma razão para que os portugueses se sintam assustados» e garantiu que «se for necessária» mais austeridade, «na altura própria» o anunciará pessoalmente ao país.

Passos Coelho realçou que «sempre que foi necessário» apresentar medidas duras o fez «na altura própria» e não mandou «ninguém fazê-lo».

  COMENTÁRIOS